Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  Attitude Towards Pressure Ulcers Instrument: validação e adaptação transcultural para a população portuguesa de enfermeiros
Autores:  Margarida Batista*; Maria dos Anjos Dixe**; Paulo Alves***
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2012-09-17
Aceite para publicação:  2012-12-06
Secção:  Artigo de Investigação
Ano:  2013
DOI:  10.12707/RIII12130
Facebook Twitter LinkedIn

Resumo
Contexto/objetivos: A investigação e a prática têm evidenciado a importância das atitudes dos enfermeiros na prevenção das úlceras de pressão e a necessidade da elaboração de instrumentos de medida válidos e fiáveis para a sua avaliação. Respondendo a esta necessidade, procedemos à validação transcultural do Attitude Towards Pressure Ulcers Instrument (APU) para a população portuguesa. Metodologia: Realizou-se um estudo metodológico numa amostra não-probabilística de estudantes de enfermagem (n=147) e enfermeiros (n=155). Foi utilizada a metodologia usada no estudo de validação original. Resultados: A tradução-retrotradução com a participação de um painel de peritos garantiu a equivalência semântica e conceptual. A análise fatorial determinou que os 22 itens se organizam em 5 fatores (importância, responsabilidade, obstáculos/barreiras, confiança na eficácia e competências pessoais), explicando 53,6% da variância total. Obteve-se um poder descriminante da escala em alguns dos grupos comparados. O coeficiente a Cronbach total=0,847 garantiu a consistência interna da escala e a confiabilidade teste-reteste revelou coeficientes de correlação r=0,883 comprovando a sua estabilidade temporal. Enfermeiros e estudantes revelaram uma atitude positiva acerca dos itens da escala, sem diferença estatisticamente significativa entre estes (t=0,567; p>0,05). Conclusão: A escala APu-PT evidenciou ser fiável e válida para a prática, ensino e investigação.

Palavras-chave
úlcera por pressão; enfermagem; escala; atitudes.
ALMEIDA, Leandro ; FREIRE, Teresa (2007) – Metodologia da investigação em psicologia e educação. 5ª ed. Braga : Psiquilíbrios Edições.
BEECKMAN, Dimitri [et al.] (2010) - Pressure ulcers: development and psychometric evaluation of the attitude towards pressure ulcer. International Journal of Nursing Studies. Vol. 47, nº 11, p. 1432-1441.
EUROPEAN PRESSURE ULCER ADVISORY PANEL ; NATIONAL PRESSURE ULCER ADVISORY PANEL (2009) - Prevention and treatment of pressure ulcers: quick reference guide. Washington : National Pressure Ulcer Advisory Panel.
EUROPEAN WOUND MANAGEMENT ASSOCIATION (2008) - Position document: hard-to-heal wounds: a holistic approach. London : MEP.
FISHBEIN, Martin ; AJZEN, Icek (2010) - Predicting and changing behavior: the reasoned action approach. New York : Psychology Press.
FORTIN, Marie (2009) – Fundamentos e etapas do processo de investigação. Loures : Lusodidacta.
GOUVEIA, João (2010) – Os custos económicos das úlceras de pressão [Em linha]. [Consult. 10 ago. 2012]. Disponível em WWW: http://www.gaif.net.custoseconomicos.pdf>.
HILL, Manuela ; HILL, Andrew (2009) – Investigação por questionário. Lisboa : Edições Sílabo.
HOPKINS, Alison [et al.] (2006) – Patient stories of living with a pressure ulcer. Journal of Advanced Nursing. Vol. 56, nº 4, p. 345-353.
KALLMAN, Ulrika ; SUSERUD, Bjorn-Ove (2009) – Knowledge, attitudes and practice among nursing staff concerning pressure ulcer prevention and treatment: a survey in a Swedish healthcare setting. Scandinavian Journal Caring Sciences. Vol. 23, nº 2, p. 334-341.
MAGNAN, Morris ; MAKLEBUST, Joan (2009) – The nursing process and pressure ulcer prevention: making the connection. Advances in Skin & Wound Care. Vol. 22, nº 2, p. 83-92.
MOORE, Zenna ; PRICE, Patricia (2004) - Nurses’ attitudes, behaviours and perceived barriers towards pressure ulcer prevention. Journal of Clinical Nursing. Vol. 13, nº 8, p. 942-951.
ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (2009) – When the patient falls out of bed, who pays? Boletim da Organização Mundial de Saúde [Em linha]. Vol. 87, nº 3, p. 161-244. [Consult. 13 dez.
2010]. Disponível em WWW: http://www.whoint/bullrtin/volumes/87/3/09030309/en/>.
PANCORBO-HIDALGO, Pedro Luis [et al.] (2009) - Nurses´knowledge and beliefs about pressure ulcers care:
a systematic review of literature [Em linha]. [Consult. jun. 2010]. Disponível em WWW: http://ewma.org/fileadmin/user_upload/EWMA/pdfSupplements/200903/Knowledge_FIN.pdf.>.
PESTANA, Maria ; GAGEIRO, João (2008) – Análise de dados para ciências sociais: a complementaridade do SPSS. 5ª ed. Lisboa : Edições Sílabo.
RIBEIRO, José (2008) – Metodologia de investigação em psicologia e saúde. 2ª ed. Porto : Legis Editora/Livpsic.
SAMURIWO, Ray (2010) - The impact of nurses’ values on the prevention of pressure ulcer. British Journal Nursing. Vol. 19, nº 15, p. 4-14.
SMITH, D. ; WAUGH, S. (2009) - Research study: an assessment of registered nurses knowledge of pressure ulcers prevention and treatment. The Kansas Nurse. Vol. 84, nº 1, p. 3-5.
STRAND, Tillan ; LINDGREN, Margareta (2010) - Knowledge, attitudes and barriers towards prevention of pressure ulcers in intensive care units: a descriptive cross-sectional study. Intensive Critical Care Nursing. Vol. 26, nº 6, p. 335-342.
STREINER, David ; NORMAN, Geoffrey (2008) – Health and measurement scales. A practical guide for their development and use. 4ª ed. Oxford : Oxford University Press.
Texto integral
Total: 3 registo(s)
Artigo em PDF
Página 1 de 1


[ Detalhes da edição ]