Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  Estado da arte da implementação da metodologia de cuidado Humanitude em Portugal
Autores:  Rosa Cândida de Carvalho Pereira de Melo*; Paulo Joaquim Pina Queirós**; Luiza Hiromi Tanaka***; Nídia Rodrigues Mendes Salgueiro****; Rafael Efraim Alves*****; João Pärtel Araújo******; Manuel Alves Rodrigues*******
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2017-03-06
Aceite para publicação:  2017-05-22
Secção:  Artigo de Investigação
Ano:  2017
DOI:  https://doi.org/10.12707/RIV17019

Resumo
Enquadramento: Humanitude é um termo recente, sendo utilizado pela primeira vez em 1980, por Freddy Klopfenstein. Gineste e Marescotti integraram este conceito e desenvolveram a metodologia de cuidado Humanitude (MCH), tendo surgido os primeiros estudos em Portugal em 2008.
Objetivos: Descrever o estado da arte da implementação da MCH em Portugal.
Metodologia: Estudo descritivo sobre o estado da arte da implementação da MCH em Portugal. A colheita da informação será reali¬zada através de bases de dados, sites, livros e entrevistas a informantes-chave.
Resultados: A implementação da MCH em Portugal caracteriza-se por formação na ação, investigação, organização de eventos cientí¬ficos e através de diversas tipologias de publicações: 4 livros, 5 artigos científicos, 1 tese de doutoramento, 4 dissertações de mestrado e 67 comunicações científicas.
Conclusão: A implementação da MCH em Portugal foi realizada através de formação na ação, investigação-ação e divulgação. Há necessidade de realização de investigação experimental e aplicada nesta área e publicação dos resultados em revistas nacionais e internacionais para uma efetiva divulgação do conhecimento produzido e disseminação desta metodologia.



Palavras-chave
cuidado humanitude; relações enfermeiro-paciente; cuidado focado no paciente; cuidados de enfermagem; humanização dos serviços
Araújo, J. M., Melo, R. C., & Alves, R. E. (2014a). Cuidados em Humanitude na redução dos compor¬tamentos de agitação e recusa de cuidados. In Atas do Congresso Internacional de Enfermagem e Reabi¬litação, Coimbra, Portugal, 27-29 março 2014 (p. 49). Coimbra, Portugal: Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem/Escola Supe¬rior de Enfermagem de Coimbra.
Araújo, J. M., Melo, R. C., & Alves, R. E. (2014b). Ganhos no autocuidado associados à prestação de cuidados em Humanitude. In Atas do Congresso Internacional de Enfermagem de Reabilitação, Coim¬bra, Portugal, 27-29 março 2014 (p. 27). Coimbra, Portugal: Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem/Escola Superior de Enferma¬gem de Coimbra.
Araújo, J., Oliveira, O., & Alves, R. (2012). Impacto da metodologia de cuidados Humanitude na redução da agitação e consumo de psicotrópicos nas pessoas idosas internadas. In Livro de resumos: Congresso Internacional de Saúde do Instituto Politécnico de Leiria, Leiria, Portugal, 11-12 maio 2012 (p. 135). Leiria, Portugal: Instituto Politécnico de Leiria.
Figueiredo, A. M., Melo, R. C., & Ribeiro, O. P. (2016). Formação sobre metodologia de cuidados Humani¬tude: Contributo para a melhoria da qualidade dos cuidados. In Atas do Congresso Internacional Desafios da Qualidade em Instituições de Ensino, Coimbra, Portugal, 20-21 outubro 2016 (pp. 60-65). Coim¬bra, Portugal: Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem/Escola Superior de Enfer¬magem de Coimbra.
Gineste, Y., & Pellissier, J. (2007). Humanitude: Com¬prendre la vieillesse, prendre soin des hommes vieux. Paris, France: Armand Colin.
Gineste, Y., & Pellissier, J. (2008). Humanitude: Cuidar e compreender a velhice. Lisboa, Portugal: Medicina e saúde.
Honda, M. (2016). Cuidado baseado na comunicação com abordagem multimodal: Aplicação da infor¬mática e da inteligência artificial ao cuidado da pessoa com demência [Editorial]. Revista de En¬fermagem Referência, 4(11). Recuperado de http://rr.esenfc.pt/rr/index.php?module=rr&target=edi¬tionDetails&id_edicao=98
Jacquard, A. (1986). L’héritage de la liberté: De l’anima¬lité à l’humanitude. Paris, France: Éditions Seuil.
Melo, R. (2016). Cuidar de pessoas com a perceção al¬terada: Contributo da metodologia de cuidar Hu¬manitude. In Atas do V Congresso de Investigação em Enfermagem Ibero-Americano e de Países de Língua Oficial Portuguesa, Coimbra, Portugal, 7-8 Junho 2016 (p. 26). Coimbra, Portugal: Unidade de In¬vestigação em Ciências da Saúde: Enfermagem/Es-cola Superior de Enfermagem de Coimbra.
Melo, R. C., Fernandes, D. S., Albuquerque, J. S., & Duarte, M. N. (2016). Methodology of care hu¬manitude in promoting self-care in dependent people: An integrative review. In V. G. Duffy & N. Lightner (Eds.), Advances in human factors and ergonomics in healthcare (pp. 187-193). doi: 10.1007/978-3-319-41652-6
Melo, R., Salgueiro, N., & Araújo, J. (2015). Cuidar de pessoas com alterações cognitivas: Dificuldades em ensino clínico. In R. A. Silva, P. Baylina & P. Bar¬ros (Coords.), II Congresso Internacional de Saúde, Gaia Porto: Livro de atas, Gaia, Porto, 19-21 novem¬bro 2015 (pp. 49-55). Recuperado de http://pagi-nas.estsp.ipp.pt/2congressointernacionaldasaude/ wp-content/uploads/2015/11/Livro_ATAS_II-CISGP_VF_16May28.PGB_RS.pdf
Phaneuf, M. (2007). O conceito de Humanitude: Uma aplicação aos cuidados de enfermagem gerais (Tra¬dução N. Salgueiro). Recuperado de http://www.infiressources.ca/fer/depotdocuments/O_conceito_de_humanitude_-_uma_aplicacao_aos_cuidados_de_enfermagem_gerais.pdf
Salgueiro, N. (2014). Humanitude: Um imperativo do nosso tempo: Introdução à metodologia de cuidado Gineste-Marescotti. Coimbra, Portugal: IGM Portu¬gal-Humanidade.
Salgueiro, N. (2015). Ecos de uma formação Humanitu¬de: Manual de formando. Coimbra, Portugal: PMP, Lda.
Simões, M. (2013). Cuidar em humanitude: Método de Gineste e Marescotti aplicado a pessoas internadas em cuidados continuados (Doctoral thesis). Universida¬de Católica Portuguesa, Instituto de Ciências da Saúde, Lisboa, Portugal.
Simões, M., Rodrigues, M., & Salgueiro, N. (2008). O significado da filosofia da humanitude, no contexto dos cuidados de enfermagem à pessoa dependente e vulnerável. Revista de Enfermagem Referência, 2(7), 97-105. Recuperado de http://rihuc.huc.min-sau¬de.pt/bitstream/10400.4/482/1/Artigo_de_Re¬vis%C3%A3o%5B1%5D.pdf
Simões, M., Rodrigues, M., & Salgueiro, N. (2011). Importância e aplicabilidade aos cuidados de enfer¬magem do método de Cuidados de Humanitude Gineste-Marescotti. Revista de Enfermagem Referên¬cia, 3(4), 69-79. doi: 10.12707/RIII1157
Simões, M., Salgueiro, N., & Rodrigues, M. (2012). Cuidar em Humanitude: Estudo aplicado em cui¬dados continuados. Revista de Enfermagem Referên¬cia, 3(6), 81-93. doi: 10.12707/RIII1177
Texto integral
Total: 0 registo(s)
REF_Jun2017_53to62_port.pdf
REF_Jun2017_53to62_eng.pdf


[ Detalhes da edição ]