Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  História em quadradinhos: tecnologia em saúde para a humanização da assistência à criança hospitalizada
Autores:  Karla Maria Carneiro Rolim*; Carlon Washington Pinheiro**; Fernanda Jorge Magalhães***; Mirna Albuquerque Frota****; Francisco Antônio da Cruz Mendonça*****; Henriqueta Ilda Verganista Martins Fernandes******
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2017-03-27
Aceite para publicação:  2017-06-01
Secção:  ARTIGO DE INVESTIGAÇÃO (ORIGINAL)/RESEARCH PAPER (ORIGINAL)
Ano:  2017
DOI:  https://doi.org/10.12707/RIV17028

Resumo
Enquadramento: A utilização de uma história aos quadradinhos (HQ) acerca de um procedimento doloroso e stressante na pediatria pode contribuir para uma prática humanística, com a compreensão das necessidades subjetivas da criança e melhoria da qualidade da assistência.
Objetivo: Descrever a experiência da elaboração e utilização de uma história aos quadrinhos (HQ) acerca do brinquedo terapêutico instrucional (BTI) sobre punção venosa, seguindo os pressupostos da teoria humanística de enfermagem.
Metodologia: Relato de experiência, com abordagem qualitativa, de cunho educativo e humanístico, sobre a elaboração da HQ acerca do procedimento de punção venosa, com apoio na teoria humanística de Paterson e Zderad, numa unidade pediátrica de Fortaleza-Ceará-Brasil.
Resultados: Elaboraram-se textos e ilustrações autoexplicativas, instrutivas, divulgadoras, humanizadoras e inéditas, a partir de desenhos tipográficos das etapas da realização do procedimento de punção venosa, como BTI, e tomando como base o léxico dos profissionais de enfermagem pesquisados.
Conclusão: A tecnologia em saúde da HQ pode trazer implicações para a prática quanto à assistência de enfermagem, bem como a sensibilização de profissionais para adoção de uma prática humanizada. Como limitação, cita-se a dificuldade de generalização dos resultados.




Palavras-chave
pediatria; cuidados de enfermagem; hospitalização; educação em saúde
Bertini, M., Isola, L., Paolone, G., & Curcio, G. (2011). Clowns benefit children hospitalized for respiratory pathologies. Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine, 2011, 1-9. doi:10.1093/ecam/neq064
Brito, T. R., Resck, Z. M., Moreira, D. S., & Marques, S. M. (2009). As práticas lúdicas no cotidiano de cuidar em enfermagem pediátrica. Escola Anna Nery Revista Enfermagem, 13(4), 802-808.
Catrib, P. R., & Oliveira, I. C. (2012). The nursing team strategies for children with communicable diseases. Texto & Contexto Enfermagem, 21(1), 103-111.
Coelho, N. R., & Vergara, L. M. (2015). Teoria de Paterson e Zderad: Aplicabilidade humanística no parto normal. Cogitare Enfermagem, 20(4), 829-836.
Cruz, A. C., & Acosta, N. M. (2014). Brincar aprendendo ou aprender brincando? A importância do lúdico para crianças com deficiência intelectual. Revista Pós-Graduação: Desafios Contemporâneos, 1(1), 34-49.
Cruz, D. S., Rocha, S. M., & Marques, D. K. (2013). O lúdico na hospitalização: Percepção de mães de crianças hospitalizadas quanto ao projeto de extensão “Anjos da Enfermagem”. Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança, 11(2), 131-42.
França, J. R., Costa, S., Lopes, M. E., Nóbrega, M. M., & França, I. S. (2013). Importância da comunicação nos cuidados paliativos em oncologia pediátrica: Enfoque na teoria humanística de enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 21(3),
780-786.
Kawamoto, E. M., & Campos, L. M. (2014). Comic books as a teaching resource for teaching the human body in initial years of elementary school. Ciência & Educação (Bauru), 20(1), 147-158.
Lima, I. B. (2015). O diálogo da enfermagem no cuidado a criança hospitalizada: Um caminho em direção à alteridade? Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Recuperado de http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/1753
Malagutti, W., & Kakihara, C. T. (2014). Curativos, estomia e dermatologia: Uma abordagem multiprofissional (3ª ed.). São Paulo, Brasil: Martinari.
Melo, L. L., & Valle, E. R. (2010). The toy library as a possibility to unveil the daily life of children with cancer under outpatient treatment. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 44(2), 510-8.
Mendes, M. G., & Martins, M. M. (2012). Parceria nos cuidados de enfermagem em pediatria: Do discurso à ação dos enfermeiros. Revista de Enfermagem Referência, 3(6), 113-121.
Oliveira, R. K., Salvador, P. T., & Santos, V. E. (2012). Application of humanistic nursing theory in healthcare: An integrative literature review. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online, 4(1), 2695-2704. Recuperado de http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1506
Paterson, J. G., & Zderad, L. T. (1988). Humanistic nursing. New York, NY: National League for Nursing.
Pinheiro, C.W., Teixeira, A.A.S., Mendonça, F.A.C., Rolim, K.M.C., & Duarte, J. (2014). Projeto anjos da enfermagem: protagonismo na humanização do cuidado a criança portadora de câncer. Anais do 17º Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem, Belém, PA, Brasil, 1-13.
Resolução 466/2012/CNS/MS/CONEP. Diário Oficial da União, 12, 59, de 2012. Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Saúde, Brasília, Brasil.
Santos, R. E., Urbinati, D., & Santos, I. L. (2015). História em quadrinhos e a função poética na publicidade. Comunicação Mídia Consumo, 12(34), 89-106. doi: 10.18568/cmc.v12i34.965
Silva, S. H., Jesus, I.C., Santos, R. M., & Martins, D. C. (2010). Humanização em pediatria: O brinquedo como recurso na assistência de Enfermagem à criança hospitalizada. Pediatria Moderna, 46(3), 101-104.
Sposito, A. M., Sparapani, V. C., Pfeifer, L. I., Lima, R.A., & Nascimento, L. C. (2013). Estratégias lúdicas de coleta de dados com crianças com câncer: Revisão integrativa. Revista Gaúcha de Enfermagem, 34(3), 30-35.
Vieira, N.H. (2012). Anjos da Enfermagem: A perceção dos acadêmicos voluntários do projeto. (Bachelor’s Degree). Universidade Regional de Blumenau, Brasil.
Texto integral
Total: 0 registo(s)
REF_Sept2017_69to78_eng.pdf
REF_Sept2017_69to78_port.pdf


[ Detalhes da edição ]