Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  Intervenções breves na redução do consumo de álcool em utentes de uma unidade de saúde familiar
Autores:  Filomena Margarida Jorge*; Maria Teresa Moreira**; Maria Odete Pereira***;
Tereza Maria Mendes Diniz de Andrade Barroso****
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2017-05-09
Aceite para publicação:  2017-07-05
Secção:  ARTIGO DE INVESTIGAÇÃO (ORIGINAL)/RESEARCH PAPER (ORIGINAL)
Ano:  2017
DOI:  https://doi.org/10.12707/RIV17037
Facebook Twitter LinkedIn

Resumo
Enquadramento: As intervenções breves (IBs) têm como objetivo primordial a deteção de consumo de risco e nocivo de bebidas alcoólicas e motivar o indivíduo a modificar comportamentos.
Objetivos: Avaliar o efeito das IBs na redução do consumo de álcool em utentes de uma unidade de saúde familiar (USF).
Metodologia: Estudo pré-experimental, avaliação antes e após intervenção (5 meses) de 45 utentes (grupo único). Utilizou-se o Alcohol Use Desorder Identification Test (AUDIT). As IBs foram desenvolvidas por enfermeiros.
Resultados: Na avaliação inicial, 88,6% dos utentes encontravam-se no nível de risco I; 11,4 % no nível de risco II. No seguimento, 5 meses após as IBs, 97,7 % encontravam-se no nível de risco I, 2,3% no nível de risco II.
Conclusão: As IBs tiveram efeito na diminuição e estabilização dos níveis de risco de consumo de álcool, reforçando a importância da sua aplicação nos cuidados de saúde primários.


Palavras-chave
alcoolismo; avaliação de eficácia-efetividade das intervenções; consumo de bebidas alcoólicas; atenção primária em saúde; enfermagem
Babor, T. F., Higgins-Biddle, J. C., Saunders, J. B., & Monteiro, M. G. (2001). The Alcohol Use Disorders Identification Test: Guidelines for use in primary health care (2nd ed.). Recuperado de http://www.talkingalcohol.com/files/pdfs/WHO_audit.pdf
Balsa, C., Vital, C., & Urbano, C. (2013). III inquérito nacional ao consumo de substâncias psicoativas na população portuguesa 2012: Relatório preliminar. Lisboa, Portugal: Universidade Nova de Lisboa,Centro de Estudos de Sociologia.
Barroso, T. M., Rosa, N. R., Jorge, F. M., & Gonçalves, C. S. (2012). Drinking among adolescents and young adults: Outcome of brief intervention. Alcoholism: Clinical and Experimental Research, 36(2), 131A. doi: 10.1111/j.1530-0277.2012.01917.x
Barroso, T., Castanhola, R., Marta, M., & Claro, M. (2010). Effectiveness of brief alcohol interventions by clinical nurse specialists in primary care settings. Alcoholism: Clinical and Experimental Research, 34(Suppl. 3), 128A. doi: 10.1111/j.1530-0277.2010.01292_4.x
Bartoli, F., Carretta, D., Crocamo, C., Schivalocchi, A., Brambilla, G., Clerici, M., & Carrà, G. (2014). Prevalence and correlates of binge drinking among young adults using alcohol: A cross-sectional survey. BioMed Research International, 2014(2014). doi: 10.1155/2014/930795
Biscaia, A. R., Martins, J. N., Carreira, M. F., Gonçalves, I. F., Antunes, A. R., & Ferrinho, P. (2008). Cuidados de saúde primários em Portugal: Reformar para novos sucessos (2ª ed.). Lisboa, Portugal: Padrões Culturais.
Cunha, J. (2002). Validação da versão portuguesa dos Questionários AUDIT e Five Shot para identificação de consumo excessivo de álcool. Lisboa: Internato Complementar de Clínica Geral da Zona Sul.
Direção-Geral da Saúde. (2014). Deteção precoce e intervenção breve no consumo excessivo de álcool (Norma nº 030/2012 de 28 de Dezembro, atualizada em 18/12/2014). Recuperado de https://www.google.pt/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&-source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwik3-jzuPTUAhUE8RQKHRqxDFMQFgghMAA&url=https%3A%2F%2Fwww.dgs.pt%2Fdirectrizes-da-dgs%2Fnormas-e-circulares-normativas%2Fnorma-n-0302012-de-28122012-png.aspx&usg=AFQjCNGIfKfAqAL8pV64vdU3Y6eciDin6w
Gonçalves, A. M., Ferreira, P. S., Abreu, Â. M., Pillon, S. C., & Jezus, S. V. (2011). Estratégias de rastreamento de intervenções breves como possibilidades para a prática preventiva do enfermeiro. Revista Eletrônica de Enfermagem, 13(2), 355-360. doi:10.5216/ree.v13i2.10502
McCormick, R., Docherty, B., Segura, L., Colom, J., Gual, A., Cassidy, P., ... Heather, N. (2010). The research translation problem: Alcohol screening and brief intervention in primary care: Real world evidence supports theory. Journal Drugs: Education, Prevention and Policy, 17(6), 732-748. doi: 10.3109/09687630903286800
Ministério da Saúde, Instituto da Droga e da Toxicodependência. (2011) Rede de Referenciação: Articulação para os problemas ligados ao álcool. Recuperado de http://www.ordemenfermeiros.pt/colegios/Documents/RedeReferenciacaoArticulacaoProblemasLigadosAlcool.pdf
O’Donnell, A., Anderson, P., Newbury-Birch, D., Schulte, B., Schmidt, C., Reimer, J., & Kaner, E. (2014). The impact of brief alcohol interventions in primary healthcare: A systematic review of reviews. Alcohol and Alcoholism, 49(1), 66-78. doi: 10.1093/alcalc/agt170
Patrício, S. M., Finnell, D. S., & Barroso, T. (2016). Efeito das intervenções breves na redução do consumo de álcool em indivíduos portadores do vírus da imunodeficiência humana. Revista de Enfermagem Referência, 4(11), 41-49. doi: 10.12707/RIV16052
Platt, L., Melendez-Torres, G. J., O’Donnell, A., Bradley, J., Newbury-Birch, D., Kaner, E., & Ashton, C. (2016). How effective are brief interventions in reducing alcohol consumption: Do the setting, practitioner group and content matter?: Findings from a systematic review and metaregression analysis. BMJ Open, 6(8), e011473. doi: 10.1136/bmjopen-2016-011473
Ribeiro, C. (2011). Medicina geral e familiar e abordagem do consumo de álcool: Deteção e intervenções breves no âmbito dos cuidados de saúde primários. Acta Médica Portuguesa, 24(S2), 355-368. Recuperado de http://www.actamedicaportuguesa.com/revista/index.php/amp/article/view/1480/1066
Rosa, N., Abreu, A., & Barroso, T. (2015). Effect of brief interventions in reducing hazardous alcohol consumption in users receiving methadone treatment. Revista de Enfermagem Referência, 4(6), 27-34. doi: 10.12707/RIV14082
Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências. (2013). Plano Nacional para a Redução dos Comportamentos Aditivos e das Dependências: 2013-2020. Recuperado de http://www.sicad.pt/BK/Institucional/Coordenacao/Documents/Planos/SICAD_Plano_Nacional_Reducao_CAD_2013-2020.pdf
Tariq, L., Van den Berg, M., Hoogenveen, R. T., & Van Baal, P. H. (2009). Cost- effectiveness of an opportunistic screening programme and brief intervention for excessive alcohol use in primary care. PLos ONE, 4(5), e5696. doi: 10.1371/journal.pone.0005696
World Health Organization. (2014). Global status report on noncommunicable diseases: 2014. Recuperado de http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/148114/1/9789241564854_eng_eng.pdf88
Texto integral
Total: 0 registo(s)
REF_Sept2017_79to88_eng.pdf
REF_Sept2017_79to88_port.pdf


[ Detalhes da edição ]