Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  Relactação: Identificação de práticas bem sucedidas
Autores:  Grasielly Jeronimo dos Santos Mariano
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2010-10-23
Aceite para publicação:  2011-01-05
Secção:  Artigo
DOI:  10.12707/RIII1026
Facebook Twitter LinkedIn

Resumo
Contexto: A Relactação é um termo utilizado para mulheres que já estiveram grávidas em algum momento da vida e querem voltar a produzir leite para alimentar um bebê, biológico ou não. Objetivo: O objetivo deste estudo é conhecer o número de mulheres que consegue relactar com sucesso, após terem sido submetidas à prática da relactação. Metodologia: Estudo de revisão integrativa de pesquisas primárias encontradas nas principais bases de dados como MEDLINE, LILACS, IBECS e Revista de Enfermagem Referência, onde 10 investigações foram incluídas na amostra para conhecer o número de mulheres que conseguiram relactar, após terem sido submetidas aos processos desta técnica. Resultados: Diante de um universo de 1.295 mulheres que se submeteram à Relactação, 1.135 conseguiram voltar a produzir leite, representando
87,6 % do total. Conclusão: Conclui-se que as hipóteses de sucesso são altas e justificam os esforços despendidos pela mãe, pelo lactente, família e sociedade. Cabe aos profissionais utilizar as informações evidenciadas para a construção de estratégias ricas em argumentos pró-aleitamento, não para persuadir, mas para ajudar as mães a manter as suas decisões e
re-estabelecerem a produção láctea em favor de si e do seu bebê.

Palavras-chave
aleitamento materno; desmame; lactação.
Texto integral
Total: 1 registo(s)
Artigo em PDF
Página 1 de 1


[ Detalhes da edição ]