Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  A visão da família sobre a experiência de ter uma criança gastrostomizada
Autores:  Andréia Cascaes Cruz*; Margareth Angelo**; Sandra Guerrero Gamboa***
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2012-01-19
Aceite para publicação:  2012-09-05
Secção:  Artigo Teórico
Ano:  2012
DOI:  10.12707/RIII1216
Facebook Twitter LinkedIn

Resumo
A gastrostomia é cada vez mais usada para tratar de problemas nutricionais e de crescimento em crianças com doenças crónicas ou deficientes. Embora seja um procedimento simples para a equipa de saúde, a criação de estomas na criança pode gerar consequências emocionais e sociais na vida familiar. Este estudo teve como objetivo identificar as evidências científicas acerca da experiência da família que possui uma criança gastrostomizada. Elaborou-se uma revisão integrativa da literatura no período de 2005 a 2011 e busca de artigos em diferentes bases de dados, sendo selecionados 10 artigos sobre o tema. A análise dos textos permitiu organizar os resultados em quatro temas: o significado da alimentação para os pais; o desempenho do papel parental; a experiência da família na interação com a equipa de saúde; a vida após a gastrostomia. Os resultados demonstram que a família que tem uma criança gastrostomizada experiencia uma grande sobrecarga emocional, sobretudo no período anterior ao procedimento, em virtude do significado sociocultural que a alimentação tem para ela. A família necessita de receber informações e apoio da equipa de saúde que acompanha a criança.

Palavras-chave
criança; família; gastrostomia; enfermagem da família.
Texto integral
Total: 3 registo(s)
Artigo em PDF
Página 1 de 1


[ Detalhes da edição ]