Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  Estilos parentais, inteligência emocional e o enfant terrible – relações, implicações e reflexões
Autores:  João Miguel Pulquério de Paula*
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2012-01-03
Aceite para publicação:  2012-08-19
Secção:  Artigo Teórico
Ano:  2012
DOI:  10.12707/RIII1203
Facebook Twitter LinkedIn

Resumo
Existe uma forte evidência científica que sustenta a relação estreita entre o estilo educacional e as praticas a ele
associadas, como preditores e determinantes fulcrais do desenvolvimento psicossocial da criança/adolescente.
Com efeito, objetiva-se compreender que influências exerce a parentalidade, mormente a componente
emocional e o controlo na aquisição de competências emocionais e sociais dos jovens. A metodologia consistiu
numa reflexão crítica sobre a revisão da literatura efetuada. Conclui-se que o estilo autoritativo é uma praxis
parental que potencia a inteligência emocional, com ênfase numa supervisão adequada e métodos disciplinares
moderados, revelando-se fundamental para o desenvolvimento de adultos emocionalmente competentes,
evitando problemas de internalização e externalização do comportamento.

Palavras-chave
educação infantil; emoções; controlo; comportamento.
Texto integral
Total: 3 registo(s)
Artigo em PDF
Página 1 de 1


[ Detalhes da edição ]