Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  Dificuldades no autocuidado dos adolescentes com diabetes mellitus tipo 1
Autores:  Marília Costa Flora*; Manuel Gonçalves Henriques Gameiro**
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2016-08-07
Aceite para publicação:  2016-11-25
Secção:  Artigo de Investigação
Ano:  2016
DOI:  http://dx.doi.org/10.12707/RIV16062

Resumo
Enquadramento: A diabetes mellitus tipo 1 (DM1) é uma doença cada vez mais prevalente na adolescência. Intervir no autocuidado é determinante para o seu controlo.
Objetivos: Determinar as dificuldades no autocuidado dos adolescentes com DM1. Analisar a relação das dificuldades no autocuidado dos adolescentes com DM1 com a idade e o género.
Metodologia: Estudo descritivo-analítico e transversal. Participaram 51 adolescentes entre os 12 e os 18 anos, seguidos em hospitais distritais da zona centro de Portugal. Foi construído um questionário de dificuldades adaptado de um modelo de papéis de autocuidado, constituído por 18 itens distribuídos por 4 dimensões: Manutenção da saúde; Controlo da doença; Diagnóstico, tratamento e Medicação na DM1 e, participação nos serviços de saúde.
Resultados: Referem ter pouca dificuldade em gerir o autocuidado (96,1%), bastante dificuldade no ajuste de insulina mediante a avaliação de glicemia capilar (29,4%), bastante dificuldade em reconhecer a importância da hemoglobina glicosilada (17,6%).
Conclusão: Os adolescentes revelaram níveis de dificuldade relevantes no ajuste de insulina e na compreensão da hemoglobina glicosilada.

Palavras-chave
adolescente; diabetes mellitus tipo 1; autocuidado; enfermagem
Ataíde, M. B., & Damasceno, M. M. (2010). Fatores que interferem na adesão ao autocuidado em diabetes. Revista Enfermagem UERI, 14(4), 518-523. Recuperado de http://www.facenf.uerj.br/v14n4/v14n4a05.pdf
Chien, S. C., Larson, E., Nakamura, N., & Lin, S. J. (2007). Self-care problems of adolescents with type 1 diabetes in Southern Taiwan. Journal Of Pediatric Nursing, 22(5), 404-409. doi:10.1016/j.pedn.2006.05.011
Correia, L., Boavida, J. M., Almeida, J. P., Anselmo, J., Ayala, M.,Cardoso, S.,Costa, A. L.,…Raposo, J. (2015). Diabetes: Factos e números 2014: Relatório anual do observatório nacional da diabetes. Recuperado de https://www.dgs.pt/estatisticasde-saude/estatisticas-de-saude/publicacoes/diabetes-factose-numeros-7-edicao.aspx
Fialho, F. A., Dias, I. M., Nascimento, L., Motta, P. N., & Pereira, S. G. (2011). Crianças e adolescentes com diabetes mellitus: Implicações para a enfermagem. Revista Baiana de Enfermagem, 25(2), 145-154. doi:10.18471/rbe.v25i2.4820
Filho, C. V., Rodrigues, W. H., & Santos, R. B. (2008). Papéis de autocuidado: Subsídio para a enfermagem diante das reações emocionais dos portadores de diabetes mellitus. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem, 12(1), 125-129. Recuperado de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452008000100019
Hockenberry, M. J., & Wilkenstein (2006). A criança com disfunção endócrina. M. J. Hockenberry (Ed.), Wong fundamentos de enfermagem pediátrica (pp.1063-1095). Rio de Janeiro, Brasil: Elsevier.
Leite, S. A., Zanim, L. M., Granzotto, P. C., Heupa, S., & Lamounier, R. N. (2008). Pontos básicos de um programa de educação ao paciente com diabetes mellitus tipo 1. Arquivo Brasileiro Endocrinologia e Metabolismo, 52(2), 233-242. doi:10.1590/S0004-27302008000200010 
Lewin, A. B., LaGreca, A. M., Geffken, G. R., Williams, L. B., Duke, D. C., Storch, E. A., & Silverstein, J. H. (2009). Validity and reliability of an adolescent and parent rating scale of type 1 diabetes adherence behaviors: The self-care inventory (SCI). Jounal Of Pediatric Psychology, 34(9), 1000-1007. doi:10.1093/jpepsy/jsp032
Miculis, C. P., Mascarenhas, L. P., Boguszewski, M. C., & Campos, W. (2010). Atividade física na criança com diabetes tipo 1. Jornal de Pediatria, 86(4), 271-278. doi:10.1590/S0021-75572010000400005 
Minanni, C. A., Ferreira, A. B., Sant’Anna, M. J., & Coates, V. (2010). Abordagem integral do adolescente diabético. Revista Adolescencia e Saúde, 7(1), 45-52. Recuperado de http://www.adolescenciaesaude.com/detalhe_artigo.asp?id=181
Nascimento, L. C., Amaral, M. J., Sparapani, V. C., Fonseca, L. M., Rodrigues, M. D., & Dupas, G. (2011). Diabetes mellitus tipo 1: Evidências da literatura para seu manejo adequado, na perspectiva de crianças. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 45(3), 764-769. doi:10.1590/S0080-62342011000300031
Pilger, C., & Abreu, I. (2007). Diabetes mellitus na infância: Repercussões no cotidiano da criança e de sua família. Cogitare Enfermagem, 12(3), 494-501.doi:10.5380/ce.v12i4.10076
Queirós, P. J.,Vidinha, T. S., & Filho, A. J. (2014). Autocuidado: O contributo teórico de Orem para a disciplina e profissão de enfermagem. Revista de Enfermagem Referência, 4(3), 157-164. Recuperado de http://www.scielo.mec.pt/pdf/ref/ vserIVn3/serIVn3a18.pdf
Santos, J. R., & Enumo, S. R. (2003). Adolescentes com diabetes mellitus tipo 1: Seu cotidiano e enfrentamento da doença. Psicologia: Reflexão e Crítica, 16(2), 411-425. Recuperado de http://www.scielo.br/pdf/prc/v16n2/a21v16n2.pdf
Stewart, S. M., Emslie, G. J., Klein, D., Haus, S., & White, P. (2005). Self-care and glycemic control in adolescents with type I diabetes. Children’s Health Care, 34(3), 235-244. doi:10.1207/s15326888chc3403_5
Winter, C. (2013). The correlates of the health-related quality of life of paediatric patients with diabetes type 1 (Tese de Mestrado) Faculty of Behavioural Sciences.
World Health Organization. (2011). Adolescent health. Geneva, Switzerland: Author.
Wysocki, T., Iannotti, R., Weissberg-Benchell, J., Laffel, L., Hood, K., Anderson, B., & Chen, R. (2008). Diabetes problem solving by youths with type 1 diabetes and their caregivers: Measurement, validation, and longitudinal associations with glycemic control. Journal of Pediatric Psychology, 33(8), 875–884. doi:10.1093/jpepsy/jsn024
Zanetti, M. L., & Mendes, I. A. (2001). Análise das dificuldades relacionadas às atividades diárias de crianças e adolescentes com diabetes mellitus tipo 1: Depoimento de mães. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 9(6), 25-30. doi:10.1590/S0104-11692001000600005
Texto integral
Total: 0 registo(s)
03 Rev. Enf. Ref. RIV16062 ING.pdf
03 Rev. Enf. Ref. RIV16062.pdf


[ Detalhes da edição ]