Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  Perceção dos enfermeiros sobre a qualidade em saúde no bloco operatório
Autores:  José Augusto Gomes; Maria Manuela Martins; Daisy Tronchin; Carla Sílvia Fernandes
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2019-08-10
Aceite para publicação:  2019-10-24
Secção:  ARTIGO DE INVESTIGAÇÃO (ORIGINAL)/RESEARCH PAPER (ORIGINAL)
Ano:  2019
DOI:  10.12707/RIV19053

Resumo
Enquadramento: A qualidade em saúde é uma responsabilidade crescente, designadamente no bloco
operatório, e está associada ao investimento de cada profissão, entre eles os enfermeiros.
Objetivo: Avaliar a perceção dos enfermeiros sobre a qualidade em saúde, no bloco operatório, no
âmbito da estrutura, processo e resultado.
Metodologia: Estudo descritivo, com uma amostra de 748 enfermeiros com pelo menos 2 anos de
atividade no bloco operatório. Através de um questionário eletrónico foram aplicadas as escalas - Indicadores
de Estrutura no Bloco Operatório (IEBO), Processos de Qualidade Assistencial no Bloco
Operatório (PQABO) e Resultados de Qualidade no Bloco Operatório (RQBO).
Resultados: As melhores avaliações recaem sobre o resultado, em oposição, as avaliações mais baixas
recaem sobre as dimensões da estrutura designadamente Circuitos no bloco operatório, Continuidade
na assistência de enfermagem e Especificidades dos grupos profissionais.
Conclusão: A avaliação da qualidade do bloco operatório assume real importância pelo papel preponderante
que o enfermeiro pode desempenhar a este nível, designadamente planeando ações de correção
e melhoria para a qualidade e segurança dos cuidados.

Palavras-chave
avaliação em saúde; salas cirúrgicas; qualidade da assistência à saúde; enfermagem
Ayanian, J., & Markel, H. (2016). Donabedian’s lasting framework for health care quality. The New England Journal of Medicine, 375(3), 205–207. doi:10.1056/NEJMp1605101
Berwick, D., & Fox, D. M. (2016). “Evaluating the quality of medical care”: Donabedian’s classic article 50 years later. The Milbank Quarterly, 94(2), 237–241. doi:10.1111/1468-0009.12189
Brownlee, S. A., Whitson, P. J., & Ibrahim, A. M. (2019). Measuring and Improving the Design Quality of Operating Rooms. Surgical Infections, 20(2), 102–106. https://doi.org/10.1089/sur.2018.291
Caspe Healthcare Knowledge System. (2016). Programa de acreditação internacional para organizações de saúde, normas para a acreditação. https://www.chks.co.uk/Accreditation-and-Quality-Assurance
Chazapis, M., Gilhooly, D., Smith, A. F., Myles, P. S., Haller, G., Grocott, M. P., & Moonesinghe, S. R. (2018). Perioperative structure and process quality and safety indicators: A systematic review. British Journal of Anaesthesia, 120(1), 51–66. doi:10.1016/j.bja.2017.10.001
Fernandes, H., & Peniche, A. (2015). Perceção da equipe de enfermagem do centro cirúrgico acerca da acreditação hospitalar em um hospital universitário. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 49(n. spe), 22-28. doi:10.1590/S0080-623420150000700004
Gomes, J., Martins, M., Tronchin, D., & Fernandes, C. S. (2018a). Processos de qualidade assistencial no bloco operatório: Validação de uma escala. Journal Health NPEPS, 3(2), 352-367. doi:10.30681/252610103118
Gomes, J., Martins, M., Tronchin, D. & Fernandes, C.S. (2018b). Validation of a Scale on Structure Indicators in the Operating Room: Contributions to Nursing. Aquichan, 19(1), http://dx.doi. org/10.5294/aqui.2019.19.1.x
Gomes, J., Martins, M., Tronchin, D., & Fernandes, C. S. (2019). Validation of an instrument to measure the results of quality assurance in the operating room. Quality Management in Health Care, 28(2), 103-107. doi:10.1097/QMH.0000000000000205
Gómez-Ríos, M. A., Abad-Gurumeta, A., Casans-Francés, R., & Calvo-Vecino, J. M. (2019). Keys to optimize the operating room efficiency. Revista Española de Anestesiología y Reanimación, 66(2), 104-112. doi:10.1016/j.redare.2018.08.011
Graafland, M., Schraagen, J., Boermeester, M., Bemelman, W., & Schijven M. (2015). Training situational awareness to reduce surgical errors in the operating room. The British Journal of Surgery, 102(1), 16-23. doi:10.1002/bjs.9643
Joseph, A., Bayramzadeh, S., Zamani, Z., & Rostenberg, B. (2018). Safety, performance, and satisfaction outcomes in the operating room: A literature review. HERD, 11(2), 137-150. doi: 10.1177/1937586717705107
Lee, D. J., Ding, J., & Guzzo, T. J. (2019). Improving operating room efficiency. Current Urology Reports, 20(6), 28. doi:10.1007/s11934-019-0895-3
Ministério da Saúde. (2015). Avaliação da situação nacional dos blocos operatórios. Recuperado de http://www.apca.com.pt/documentos/2015/Avaliacao_situacao_nacional_blocos_operatorios_Outubro2015.pdf
Nunes, J., Gomes, R., Povo, A., & Alves, E. (2018). Quality indicators in ambulatory surgery: A literature review comparing Portuguese and international systems. Acta Medica Portuguesa, 31(7–8), 425–430. doi:10.20344/amp.10416
Perkins, J. N., Chiang, T., Ruiz, A. G., & Prager, J. D. (2014). Auditing of operating room times: A quality improvement project. International Journal of Pediatric Otorhinolaryngology, 78(5), 782–786. doi:10.1016/j.ijporl.2014.02.010
Pettersson, M. E., Öhlén, J., Friberg, F., Hydén, L.-C., & Carlsson, E. (2017). Topics and structure in preoperative nursing consultations with patients undergoing colorectal cancer surgery. Scandinavian Journal of Caring Sciences, 31(4), 674–686. doi:org/10.1111/scs.12378
Pinheiro, J., & Sousa, U. (2016). Safety climate in the operating room: Translation, validation and application of the Safety Attitudes Questionnaire. Revista Portuguesa de Saúde Pública, 34(2),107-116. doi:10.1016/j.rpsp.2015.07.006
Santos, F., Silva, M., & Gomes, A. (2014). Conhecendo as formas de cuidar dos enfermeiros de centro cirúrgico: Uma construção a partir da teoria fundamentada nos dados. Texto & Contexto, 23(3), 696-703. doi:10.1590/0104-07072014001140013
Wu, Q., Huang, L. H., Xing, M. Y., Feng, Z. X., Shao, L. W., Zang, M. Y., & Shao, R.Y. (2017). Establishing nursing-sensitive quality indicators for the operating room: A cross-sectional Delphi survey conducted in China. Australian Critical Care, 30(1), 44-52. doi: org/10.1016/j.aucc.2016.04.003
Texto integral
Total: 0 registo(s)
REF_jan2020_e19053_port.pdf
REF_jan2020_e19053_eng.pdf


[ Detalhes da edição ]