Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  Enfermeiros e escolas de enfermagem nos anuários da Universidade de Coimbra, de 1866 a 1956
Autores:  Paulo Joaquim Pina Queirós; António José de Almeida Filho; Sagrario Gómez-Cantarino; Tânia Cristina Franco Santos; Maria Angélica de Almeida Peres; Manuel Carlos Rodrigues Fernandes Chaves; Blanca Espina-Jerez
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2020-05-06
Aceite para publicação:  2020-07-07
Secção:  ARTIGO DE INVESTIGAÇÃO HISTÓRICA (ORIGINAL)/HISTORICAL RESEARCH ARTICLE (ORIGINAL)
Ano:  2020
DOI:  10.12707/RV20061
Facebook Twitter LinkedIn

Resumo
Contexto: O final do século XIX e o início do século XX é um período de profundas transformações nas instituições de assistência e nos seus profissionais.
Objetivo: Conhecer este período da história da enfermagem em Portugal. Analisar os anuários da Universidade de Coimbra, considerando-os como fonte primária.
Metodologia: Análise descritiva histórica de 73 anuários, com levantamento de fontes e construção de síntese descritiva e interpretativa.
Resultados: Verificámos a concentração de material nos anos 1896 a 1927. A análise, sintetizou 4 tópicos: 1) nomes e funções dos enfermeiros; 2) os enfermeiros, no decreto de reforma dos Hospitais da Universidade de Coimbra, em 1911, o quadro e os vencimentos em 1915-16; 3) enfermeiros hípicos e militares em 1915-16 e 1917-18; 4) a escola de enfermagem de 1919-20 a 1926-27 e os professores universitários.
Conclusão: Encontrámos 104 nomes de enfermeiros, com funções definidas, considerados pessoal auxiliar e não pessoal clínico. O enfermeiro chefe surge com destaque. Aparece a escola de enfermagem dos hospitais da universidade, com a identificação dos professores universitários regentes.

Palavras-chave
história da enfermagem; escolas de enfermagem; enfermeiros; enfermagem
Chaves, M. (2017). Costa Simões e a necessidade de enfermeiros preparados. Revista de Enfermagem Referência, Supl.15(4), 92-98.
Ferreira, J. (2012). A missão e a acção dos enfermeiros militares portugueses: Da guerra da restauração à grande guerra (Tese de doutoramento).
Universidade Católica Portuguesa, Lisboa, Portugal. Recuperado de https://repositorio.ucp.pt/bitstream/10400.14/12371/1/Tese.pdf
Lopes, M. A. (2010). Proteção social em Portugal na idade moderna: Guia de estudo e de investigação. Coimbra, Portugal: Imprensa da Universidade de Coimbra.
Lopes, M. A. (2019). Enfermeiros e enfermeiras nos hospitais portugueses dos séculos XVIII e XIX: Continuidades e ruturas. In A. Esteves (Org.), Homens, instituições e políticas (séculos XVI-XX) (pp. 154-173). Braga, Portugal: Lab2PT.
Mattoso, J. (1997). A escrita da história: Teoria e métodos. Lisboa, Portugal: Editorial Estampa.
Nunes, L. R. (2003). Um olhar sobre o ombro: Enfermagem em Portugal (1881-1998). Loures, Portugal: Lusociência.
Pires, A. (2012). Ser enfermeira em Portugal da I República à instauração do Estado Novo (1910-1933) (Tese de doutoramento). Universidade Católica Portuguesa, Lisboa, Portugal. Recuperado de https://repositorio.ucp.pt/bitstream/10400.14/12101/1/TESE%20FINAL%20%20WORD_17_Out_2012.pdf
Rüsen, J. (2001). Razão histórica. Brasília, Brasil: Universidade de Brasília.
Santos, L. (2012). Uma história da enfermagem em Portugal (1143-1973): A constância do essencial num mundo em evolução permanente (Tese de doutoramento). Universidade Católica Portuguesa,
Lisboa, Portugal. Recuperado de https://repositorio.ucp.pt/bitstream/10400.14/12265/1/TD%20-%20Dezembro%202012%20-%20Final.pdf
Silva, A. (2008). A arte de enfermeiro: Escola de enfermagem Dr. Ângelo da Fonseca. Coimbra, Portugal: Imprensa da Universidade.
Silva, H. (2014). Influências estrangeiras nos hospitais portugueses: O caso da enfermagem religiosa (finais do século XIX). Cultura, espaço e memória: revista do CITCEM, 5, 63-75.
Soares, I. (1997). Da blusa de brim à touca branca: Contributo para a história do ensino de enfermagem em Portugal (1880-1950). Lisboa, Portugal: Educa/Associação Portuguesa de Enfermeiros.
Universidade de Coimbra. (2010). Anuários da universidade de Coimbra de 1866 a 1956. Recuperado de https://digitalis-dsp.uc.pt/republica/UCBG-8-118-1-3/rosto.html
Texto integral
Total: 0 registo(s)
REF_oct2020_e20061_port.pdf
REF_oct2020_e20061_eng.pdf


[ Detalhes da edição ]