Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  Avaliação da cultura de segurança do doente em cirurgia ambulatória pelos enfermeiros: protocolo de scoping review
Autores:  Joana Raquel Luís Pinto; Ana Cristina Rafael Matias; Luís Leitão Sarnadas
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2020-05-05
Aceite para publicação:  2020-09-02
Secção:  ARTIGO DE REVISÃO_REVIEW ARTICLE_ARTIGO TEÓRICO/ENSAIO_THEORETICAL ARTICLE/ESSAY
Ano:  2020
DOI:  10.12707/RV20059
Facebook Twitter LinkedIn

Resumo
Enquadramento: A enfermagem perioperatória tem por base uma abordagem dinâmica e global do doente, transversal à cirurgia ambulatória. Associada a este paradigma e no sentido de avaliar a qualidade dos cuidados de enfermagem e a segurança dos mesmos, é pertinente considerar a cultura de segurança do doente.
Objetivo: Mapear a evidência disponível sobre a avaliação da cultura de segurança do doente em cirurgia de ambulatório pelos enfermeiros.
Método de revisão: Metodologia proposta pelo Joanna Briggs Institute. A estratégia de pesquisa será adequada a cada base de dados/repositório na identificação de estudos relevantes. Proceder-se-á à análise de títulos e resumos, excluindo aqueles que não apresentem os critérios delineados. Os artigos incluídos serão alvo de extração de dados. Este processo será executado por dois revisores independentes.
Apresentação e interpretação dos resultados: Os resultados serão apresentados de forma narrativa e de tabelas.
Conclusão: Esta scoping review contribuirá para identificar a perspetiva dos enfermeiros sobre a cultura de segurança do doente em cirurgia de ambulatório, reforçando o potencial impacto na segurança dos cuidados de enfermagem.

Palavras-chave
procedimentos cirúrgicos ambulatórios; segurança do paciente; gestão da segurança; enfermagem; revisão
Administração Central do Sistema de Saúde. (2017). Atividade cirúrgica do SNS atinge o valor mais elevado de sempre em 2016. Recuperado de http://www.acss.min-saude.pt/2017/08/29/atividade-cirurgica-do-sns-atinge-o-valor-mais-elevado-de-sempre-em-2016/
Aston, G. (2014). Measuring quality and safety in outpatient surgery. Hospitals & Health Networks, 88(9),1068-8838, pp. 34-37.
Attree, M., & Newbold, D. (2009). Risk, safety, and reliability. From cult to culture? Journal of Nursing Management, 17(2), 145-150. doi:10.1111/j.1365-2834.2009.01000.x/epdf
Comissão Nacional para o Desenvolvimento da Cirurgia Ambulatório. (2008). Relatório final: Cirurgia de ambulatório: Um modelo de qualidade centrado no utente. Recuperado de http://www.apca.com.pt/documentos/relatorio_final_CNADCA_20Out08.pdf
Davidson, J. (2014). Why a column on ambulatory best practices? AORN Journal, 99(5), 612-615. doi:10.1016/j.aorn.2014.01.018
Despacho n.º 1380/2018 de 8 de fevereiro. Diário da República N.º 28/2018 - II Série. Gabinete do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde. Lisboa, Portugal.
Fan, C., Pawlik, T., Daniels, T., Vernon, N., Banks, K., Westby, P., . . . Makary, M. (2016). Association of safety culture with surgical site infection outcomes. American College of Surgeons, 222(2), 122-128. doi:10.1016/j.jamcollsurg.2015.11.008
Liberati, A., Altman, D., Tetzlaff, J., Mulrow, C., Gøtzsche, P., Ioannidis, J., . . . Moher, D. (2009). The PRISMA statement for reporting systematic reviews and meta-analyses of studies that evaluate health care interventions: Explanation and elaboration. PLoS Med, 6(7), e100100. doi:10.1371/journal.pmed.1000100
Molina, G., Singal, R., Haynes, A., Mahishi, V., Davis, K., Foster, G., . . . Berry, W. (2017). Perception of safety of surgical practice among healthcare professionals who work in an operating room in ambulatory surgery centers in the United States: A retrospective analysis of survey data. Perioperative Care and Operating Room Management, 8, 12-18. doi:10.1016/j.pcorm.2017.07.002
Nelson, R. (2018). Ambulatory surgery centers: Are they safe? American Journal of Nursing, 118(10), 15-16. Recuperado de https://www.nursingcenter.com/pdfjournal?AID=4799481&an=00000446-201810000-00011&Journal_ID=54030&Issue_ID=4799451
Peters, M., Godfrey, C., McInerney, P., Munn, Z., Tricco, A., & Khalil, H. (2020). Chapter 11: Scoping reviews. In M. Z. Aromataris (Ed.), Joanna Briggs Institute Reviewer’s Manual, JBI (Cap. 11). Recuperado de https://reviewersmanual.joannabriggs.org/
Pinto, J., & Sarnadas, L. (2020). Tradução e adaptação do Ambulatory Surgery Center Survey on Patient Safety Culture para a população portuguesa. Revista de Enfermagem Referência, 4(1), 1-10. doi:10.12707/RIV19062
Serviço Nacional de Saúde. (2020). % de episódios GDH ambulatórios cirúrgicos para procedimentos ambulatorizáveis. Recuperado de https://app.powerbi.com/view?r=eyJrIjoiZjJiMTgyNmUtYWIx-
ZS00MTgyLTlmNjMtYTdlYjg4N2IxY2IyIiwidCI6IjIyYzg0NjA4LWYwMWQtNDZjNS04MDI0LTYzY2M5NjJlNWY1MSIsImMiOjh9
Smith, S., Sorra, J., Franklin, M., Rockville, W., & Behm, J. (2015). Ambulatory surgery center survey on patient safety culture: User’s guide. Recuperado de https://www.ahrq.gov/sites/default/files/wysiwyg/professionals/quality-patient-safety/patientsafetyculture/asc/userguide/ascguide.pdf
Texto integral
Total: 0 registo(s)
REF_dec2020_e20059_port.pdf
REF_dec2020_e20059_eng.pdf


[ Detalhes da edição ]