Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  Cuidados de higiene – banho: significados e perspetivas dos enfermeiros
Autores:  Esmeralda Faria Fonseca; Maria Helena de Oliveira Penaforte; Maria Manuela Ferreira Pereira da Silva Martins
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2014-09-19
Aceite para publicação:  2015-02-05
Secção:  Artigo
Ano:  2015
DOI:  http://dx.doi.org/10.12707/RIV14066
Facebook Twitter LinkedIn

Resumo
Enquadramento: Como cuidado direto à pessoa, o banho, na sua execução ou supervisão, exalta-se como espaço/tempo de interação e conhecimento entre enfermeiro/pessoa. Porém, por vezes, é entendido como a tarefa de manter apenas a pessoa limpa.
Objetivos: Compreender o significado que os enfermeiros atribuem aos cuidados de higiene - banho; identificar os focos, relativos à pessoa no seu todo, que os enfermeiros consideram aquando da prestação do banho; e descrever o cuidado desenvolvido durante o banho.
Metodologia: Qualitativa. Estudo descritivo-exploratório, transversal, com recurso à entrevista e observação, com 18 participantes.
Resultados: Orientam-nos para a prestação dos cuidados de higiene - banho, como um cuidado de Enfermagem essencial à limpeza e conforto do corpo, sendo uma oportunidade para comunicação, presença e relação com a pessoa, onde se pode ter em conta focos que orientem a prestação de cuidados face às suas necessidades.
Conclusão: Um cuidado que potencia um espaço direcionado à pessoa, que deve ser efetuado pelo enfermeiro, incentivando-a na participação ativa do seu plano de cuidados.

Palavras-chave
higiene; cuidados de Enfermagem.
Bardin, L. (2008). Análise de conteúdo. Lisboa, Portugal: Edições 70.
Castledine, G. (2003). Forgotten importance of giving a bed bath. British Journal of Nursing, 12(8), 519. doi: 10.12968/bjon.2003.12.8.11266
Collière, M.-F. (1989). Promover a vida: Da prática das mulheres de virtude aos cuidados de enfermagem. Lisboa, Portugal: Sindicato dos Enfermeiros Portugueses.
Collière, M.-F. (2003). Cuidar… a primeira arte da vida (2ª ed.). Loures, Portugal: Lusociência.
Concelho Internacional de Enfermeiros. (2011). Classificação internacional para a prática de enfermagem CIPE: Versão 2. Genebra, Suiça: Autor.
Corbin, J. (2008). Is caring a lost art in nursing? International Journal of Nursing Studies, 45(2), 163-165.
Downey, L., & Lloyd, H. (2008). Bed bathing patients in hospital. Nursing Standard, 22(34), 35-40.
Fawcett, J. (2003). Guest editorial: On bed baths and conceptual models of nursing. Journal of Advanced Nursing, 44(3), 229-230. doi: 10.1046/j.1365-2648.2003.02823.x
Fonseca, E. F., Penaforte, M. H., & Martins, M. M. (2012). Caminhos para o conhecimento sobre o banho: Um aspeto relevante nos cuidados de enfermagem. Revista de Divulgação Cientifica: AICA, 4, 6-14.
Henderson, V. A. (2007). Princípios básicos dos cuidados de enfermagem do CIE. Loures, Portugal: Lusociência.
Martins, S. I. A. (2009). O banho no leito em contexto de internamento hospitalar: Vivências de pessoas idosas (Dissertação de mestrado). Recuperado de http://hdl.handle.net/10216/19116
Mercadier, C. (2004). O trabalho emocional dos prestadores de cuidados em meio hospitalar: O corpo, âmago da interação prestador de cuidados-doente. Loures, Portugal: Lusociência.
Nightingale, F. (2005). Notas sobre enfermagem: O que é e o que não é. Loures, Portugal: Lusociência.
Nóbrega, S. S. da, & Silva, L. W. S. (2009). Banho no leito, complexidade ou simplicidade: A ótica do olhar científico. In 61º Congresso Brasileiro de Enfermagem: Transformação Social e Sustentabilidade Ambiental, Centro de Convenções do Ceará, Fortaleza Brasil, 08 Dezembro 2009. (pp. 1-18).
Penaforte, M. H. O. (2011). O Autocuidado de higiene: Conhecimento científico e ritual (Tese de doutoramento). Recuperado de http://repositorio.ul.pt/handle/10451/7342
Potter, P. A., & Perry, A. G. (2006). Fundamentos de enfermagem: Conceitos e procedimentos (5ª ed.), pp. 672-720 Loures, Portugal: Lusociência.
Sandelowski, M. (2002). Visible humans, vanishing bodies, and virtual nursing: Complications of life, presence, place, and identity. Advances in Nursing Science, 24(3), 58-70. doi: 10.1097/00012272-200203000-00007
Silva, M. J. M. R. (2006). Cuidados de higiene: Intervenções dos enfermeiros a doentes internados num serviço de medicina (Dissertação de mestrado não publicada). Universidade do Porto, Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, Portugal.
Veiga, B. S., Henriques, E., Barata, F., Santos, F., Santos, I. S., Martins, M. M., … Silva, P. C. (2010). Manual de normas de enfermagem: Procedimentos técnicos (3ª ed.). Lisboa, Portugal: Ministério da Saúde.
Texto integral
Total: 0 registo(s)
4 Rev. Enf. Ref. RIV14066 english.pdf
4 Rev. Enf. Ref. RIV14066 portuguese.pdf


[ Detalhes da edição ]