Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  Perceção de cultura organizacional e de gestão do conhecimento em hospitais com diferentes modelos de gestão
Autores:  Sofia Gaspar Cruz; Maria Manuela Frederico Ferreira
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2014-09-18
Aceite para publicação:  2014-12-23
Secção:  Artigo
Ano:  2015
DOI:  http://dx.doi.org/10.12707/RIV14065
Facebook Twitter LinkedIn

Resumo
Enquadramento: A cultura organizacional é considerada um fator crítico de sucesso de projetos de gestão do conhecimento, constituindo-se atualmente num novo paradigma organizacional.
Objetivos: Analisar a relação entre a perceção da cultura organizacional e da gestão do conhecimento em hospitais com diferentes modelos de gestão.
Metodologia: Estudo realizado numa amostra de 634 colaboradores de seis hospitais com diferentes modelos de gestão. Os instrumentos de medida incluem uma escala de perceção da gestão do conhecimento, que foi por nós construída, e o Organizational Culture Assessment Instrument que foi alvo de tradução e adaptação. Ambos os instrumentos foram validados, apresentando boas qualidades psicométricas.
Resultados: Evidenciam diferenças na perceção dos colaboradores dos diferentes hospitais em relação à cultura organizacional e à gestão do conhecimento, sendo estatisticamente significativa a diferença na gestão do conhecimento em função da cultura organizacional em qualquer um dos modelos de gestão analisados.
Conclusão: Determinadas características da cultura organizacional deverão ser objeto de reformulação, pois esta influencia a perceção de gestão do conhecimento que é fator de sucesso das organizações.

Palavras-chave
cultura organizacional; gestão do conhecimento; hospitais; gestão em saúde.
Al-Ghassani, A. M., Kamara, J. M., Anumba, C. J., & Carrillo, P. M. (2006). Prototype system for knowledge problem definition. Journal of Construction Engineering and Management, 132(5), 516-524.
Alavi, M., Kayworth, T. R., & Leidner, D. E. (2005). An empirical examination of the influence of organizational culture on knowledge management practices. Journal of Management Information Systems, 22(3), 191-224.
Allame, S. M., Nouri, B. A., Tavakoli, S. Y., & Shokrani, S. A. R. (2011). Effect of organizational culture on success of knowledge management system´s implementation. Interdisciplinary Journal of Contemporary Research in Business, 2(9), 321-346.
Almeida, G. F. O. C. (2006). Diagnóstico da maturidade da gestão do conhecimento nas PMEs Portuguesas (Dissertação de Mestrado). Escola de Engenharia, Universidade do Minho, Braga.
Asl, N. A., Goodarzi, M., Sajjadi, S. N., & Benesbordi, A. (2012). The relationship between organizational culture and knowledge management in the Islamic Republic of Iran´s National Olympic Committee. International Journal of Academic Research in Business and Social Sciences, 2(1), 1-5.
Cameron, K. S., & Quinn, R. E. (2006). Diagnosing and changing organizational culture: Based on the competing values framework (Rev. ed.). San Francisco: Jossey-Bass.
Cardoso, L. (2003). Gerir conhecimento e gerar competitividade: Estudo empírico sobre a gestão do conhecimento e o seu impacto no desempenho organizacional (Tese de Doutoramento). Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, Universidade de Coimbra, Coimbra.
Chen, Y. H., Liu, C. F., & Hwang, H. G. (2011). Key factors affecting healthcare professionals to adopt knowledge management: The case of infection control departments of Taiwanese hospitals. Expert Systems with Applications, 38, 450-457.
Chong, S. C. & Choi, Y. S. (2005). Critical factors in the successful implementation of knowledge management. Journal of Knowledge Management Practice, 6. Recuperado de http://www.tlainc.com/articl90.htm
Davenport, T. H., & Prusak, L. (1998). Working knowledge: How organizations manage what they know. Boston, Massachusetts : Harvard Business School Press.
El Morr, C., & Subercaze, J. (2010). Knowledge management in health care. In Cunha, M. M. C., Tavares, A. J., & Simões, R. (Eds.), Handbook of research on developments in e-health and telemedicine: Technological and social perspetives (pp. 490-510). USA: IGI Global.
Frederico, M. (2005). Empenhamento organizacional de enfermeiros em hospitais com diferentes modelos de gestão: papel de variáveis de contexto. Revista Referência, 2(1), 53-62.
Jones, M. B., Mujtaba, B. G., Williams, A., & Greenwood, R. A. (2011). Organizational culture types and knowledge management in U.S. manufacturing firms. Journal of Knowledge Management Practice, 12(4). Recuperado de http://www.tlainc.com/articl284.htm
Kangas, L. M. (2009). Assessing the value of the relationship between organizational culture types and knowledge management initiatives. Journal of Leadership Studies, 3(1), 29-38.
Lawson, S. (2003). Examining the relationship between organizational culture and knowledge management (Doctoral thesis). H. Wayne Huizenga School of Business and Entrepreneurship, Nova Southeastern University.
Monteiro, S. J. F. (2007). Gestão do conhecimento: Contributos para a conceptualização e operacionalização (Dissertação de Mestrado). Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Universidade do Porto, Porto.
Neves, A. (2003). Gestão do conhecimento em Portugal. In Silva, R. V., & Neves, A. (Orgs.), Gestão de empresas na era do conhecimento (pp. 507-526). Lisboa: Edições Sílabo.
Observatório Português dos Sistemas de Saúde (2009). 10/30Anos: Razões para continuar. Relatório de Primavera 2009. Lisboa: Escola Nacional de Saúde Pública.
Shafei, R., Ghaderzadeh, H., Salavati, A.,& Lavei, S. (2011). Survey of relationship between knowledge management and organizational culture dimensions in public organizations: A case of Iranian public organizations. Interdisciplinary Journal of Contemporary Research in Business, 2(11), 355-370.
Singh, M. D., & Kant, R. (2008). Knowledge management barriers: An interpretive structural modeling approach. International Journal of Management Science and Engineering Management, 3(2), 141-150.
Texto integral
Total: 0 registo(s)
8 Rev. Enf. Ref. RIV14065 portuguese.pdf
8 Rev. Enf. Ref. RIV14065 english.pdf


[ Detalhes da edição ]