Websites | Serviços | Webmail | Ferramentas | Área reservada

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Título:  Gravidez na adolescência e coplaneamento local: uma abordagem diagnostica a partir do modelo PRECEDE-PROCEED
Autores:  Hayda Alves*; Irma da Silva Brito; Thamires Rodrigues da Silva**; Andréa Araújo Viana***; Rafaela Cristina Andrade Santos****
Orientadores: 
Recebido para publicação:  2016-08-18
Aceite para publicação:  2017-01-12
Tipo:  Artigo de Investigação
Ano:  2017
DOI:  https://doi.org/10.12707/RIV16058

Resumo
Enquadramento: O artigo expõe a primeira fase de uma pesquisa participativa baseada na comunidade para reduzir gravidez na adolescência (GA). Esta abordagem visa privilegiar a complexidade do fenómeno e a especificidade de contextos locais.
Objetivos: Aplicar o modelo PRECEDE-PROCEED para realizar o diagnóstico social e epidemiológico da GA num município do Estado do Rio de Janeiro (RJ) com vista a subsidiar intervenções para sua redução.
Metodologia: Utilizaram-se metodologias quanti-qualitativas. Análise descritiva de informações epidemiológicas, observação participante, mapa-falante e rodas de conversa, num município de médio porte do RJ (2014-2015).
Resultados: O diagnóstico evidenciou a gravidez precoce na adolescência e a sua associação com importantes vul-nerabilidades sociais e na atenção à saúde deste segmento. O modelo empregado possibilitou mapear este cenário e fortalecer o engajamento de parceiros locais para enfrentar a problemática, além de elencar prioridades e compro¬missos numa perspetiva emancipatória e interdisciplinar.
Conclusão: Com este estudo foi possível desenhar novas intervenções para envolver adolescentes e diversos atores na conceção de aproximações de cogestão, ensino, serviço e comunidade.



Palavras-chave
gravidez na adolescência; pesquisa participativa baseada na comunidade
Brahmbhatt, H., Kagesten, A., Emerson, M., Decker, M. R., Alumide, A. O., Ojengbed, O., … Delany-Moret¬lwe, S. (2014). Prevalence and determinants of adoles¬cent pregnancy in urban disadvantaged settings across five cities. Journal of Adolescent Health, 55(6), 48-S57. doi: 10.1016/j.jadohealth.2014.07.023
Brito, I. (2014). Um modelo de planeamento da promo¬ção da saúde: Modelo PRECEDE-PROCEED. In R. Pedroso & I. Brito (Eds.), Saúde dos estudantes do ensino superior de enfermagem: Estudo de contexto na Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (12, pp.33-84). Coimbra, Portugal: Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem / Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. Recuperado de https://web.esenfc.pt/v02/pa/conteudos/downloadArtigo.php?id_ficheiro=738&codio
Correia, V. A. (2014). Gravidez na adolescência: Construção discursiva de uma condição desviante? (Doctoral thesis). Universidade de São Paulo, Escola de Artes, Ciências e Humanidades, Brasil.
Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. (2015). Informações de Saúde. Brasília, Brasil: Ministé¬rio da Saúde. Recuperado de http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php
Flora, M. S, Rodrigues, R. F., & Paiva, M. C. (2013). In¬tervenções de educação sexual em adolescentes: Uma revisão sistemática da literatura. Revista de Enfermagem Referência, 3(10),125-134. doi:10.12707/RIII1229
Goldstein, R. A., Barcellos, C. D., Magalhães, M. D., Gracie, R., & Viacava, F. (2013). A experiência de mapeamento participativo para a construção de uma alternativa cartográfica para a ESF. Revista Ciência & Saúde Coletiva, 18(1), 45-56. doi:10.1590/S1413-81232013000100006
Green, L., & Kreuter, M. (1991). Health promotion plan¬ning: An educational and environmental approach. May¬field, USA: Mountain View. Recuperado de http://www.lgreen.net/precede.htm
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2015). Sín¬tese de indicadores sociais: Uma análise das condições de vida da população brasileira: Coordenação de população e indicadores sociais. Rio de Janeiro, Brasil: Autor.
Krugu, J. K , Mevissem, F. E., Prinsen, A., & Ruiter, R. A. (2016). Who’s that girl?: A qualitative analysis of adolescent girls’ views on factors associated with teenage pregnancies in Bolgatanga, Ghana. Reproduc¬tive Health, 13(1), 13-39. doi:10.1186/s12978-016-0161-9
Martins, M. D., Santos, G. H., Sousa, M. D., Costa, J. E., Nery, I. S., Mendonça, R., … Oliveira, D. C. (2011). Associação de gravidez na adolescência e prematuridade. Revista Brasileira de Ginecologia & Obstetrícia, 33(11), 354-360. doi:10.1590/S0100-72032011001100006
Nery, I. S., Mendonça, R. D., Gomes, I. S., Fernandes, A. C., & Oliveira, D. C. (2011). Reincidência da gravidez em adolescentes de Teresina, PI, Brasil. Revista Brasilei¬ra de Enfermagem, 64(1), 31-37. doi:10.1590/S0034-71672011000100005
Ransdell, R. B. (2001). Using the PRECEDE-PROCEED model to increase productivity in health education faculty. International Electronic Journal of Health Ed¬ucation, 2(4), 276–282. Recuperado de https://www.researchgate.net/publication/242588517_Using_the_PRECEDE-PROCEED_Model_to_Increase_Pro-ductivity_in_Health_Education_Faculty
Rezapour, B., Mostafavi, F., & Khalkhali, H. R. (2016). School-based and PRECEDE-PROCEED-model Intervention to promote physical activity in the high school students: Case study of Iran. Global Journal of Health Science, 8(9), 271-280. doi:10.5539/gjhs.v8n9p271
Silva, K. S., Rozenberg, R., Bonan, C., Chuva, V. C., Cos¬ta, S. F., & Gomes, M. A. (2011). Gravidez recorrente na adolescência e vulnerabilidade social no Rio de Ja¬neiro: Uma análise de dados do Sistema de Nascidos Vivos. Ciência & Saúde Coletiva, 16(5), 2485-2493. doi:10.1590/S1413-81232011000500018
Tabak, R. G., Khoong, E. C., Chambers, D. A., & Brown¬son, R. C. (2012). Bridging research and practice: Models for dissemination and implementation re¬search. American Journal of Preventive Medicine, 43(3), 337-350. doi:10.1016/j.amepre.2012.05.024
United Nations Population Fund. (2013a). Estado de la población mundial 2013. Maternidad en la niñez: En¬frentar el reto del embarazo en adolescentes. Recuperado de https://www.unfpa.org/sites/default/files/pub-pdf/ES-SWOP2013.pdf
United Nations Population Fund (UNFPA) (2013b). Ad¬olescent pregnancy: a review of the evidence. Recuper¬ado de http://www.unfpa.org/sites/default/files/pub-pdf/ADOLESCENT%20PREGNANCY_UNFPA.pdf
World Health Organization. (2012). Early marriages, ad¬olescent and young pregnancies. Recuperado de http://apps.who.int/gb/ebwha/pdf_files/WHA65/A65_13-en.pdf?ua=1
World Health Organization. (2015). Global standards for quality health-care services for adolescents: A guide to implement a standards-driven approach to im¬prove the quality of health-care services for adoles¬cents. Recuperado de http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/183935/1/9789241549332_vol1_eng.pdf?ua=1
Texto integral
Total: 0 registo(s)
REF_Mar2017_35to44_port.pdf
REF_Mar2017_35to44_eng.pdf


[ Detalhes da edição ]